Lipoaspiração postado em 01/04/2018, atualizado em 31/10/2019.

img

A lipoaspiração é uma cirurgia plástica para a redução do volume de gordura corporal, em áreas localizadas, conferindo ao paciente um melhor contorno corporal. Embora muitos pensam, a lipoaspiração não é feita para perder peso, pois a maior mudança se dá na silhueta corporal e não na balança.

Os melhores resultados são obtidos nas lipoaspirações em que o paciente apresenta gordura localizada.

Apesar de ser uma cirurgia recente, inventada a partir de 1979 por Giorgio Fischer, da Itália e aprimorada pelo francês Yves Gérard Illouz em 1983, a lipoaspiração apresentou enorme desenvolvimento técnico nestes mais de trinta anos, passando a ser a cirurgia plástica mais realizada em todo mundo. Pela popularização da técnica, excelentes resultados e segurança (é uma das cirurgias com menor índice de complicações), a lipoaspiração tornou-se objeto de desejo feminino, no afã de remodelar o corpo e atingir a tão desejada silhueta corporal.

Porém, há algumas considerações a serem feitas, dúvidas e confusões comuns trazidas pelos pacientes. Ao contrário do que muitos pensam, a lipoaspiração não é feita para emagrecer, perder peso. Ela é feita para remodelar o corpo, retirar aquela gordura localizada e assim mudar o contorno corporal. A mudança na balança após a cirurgia não é tão grande quanto a aparente perda de peso que a paciente apresenta no pós-operatório. Isto se deve ao pouco peso da gordura se comparada com os outros tecidos corporais (osso, músculo, etc.).

Outra consideração a ser feita é que as melhores candidatas à lipoaspiração são aquelas pacientes próximas ao peso ideal e que apresentam gorduras localizadas e de difícil perda com dietas.

Pacientes muito acima do peso, que necessitam grandes perdas de tecido gorduroso em áreas extensas, além de apresentarem maior risco cirúrgico (tempo de cirurgia, perda sangüínea, etc.) apresentam maior chance de ficar com irregularidades e haver sobra de pele no pós-operatório, visto que na lipoaspiração não se retira a pele excedente. Por tudo isto, há um limite de segurança de retirada de gordura, que fica em torno de 7% do peso corporal.

Uma das dúvidas mais comuns é a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura. Muitos usam o termo lipoescultura para descrever a lipoaspiração de várias regiões em uma mesma cirurgia. Outros, a definem quando em uma lipoaspiração se retira gordura de uma área e se injeta em outra (enxerto). No fundo, são termos refinados para designar a tão popular lipoaspiração.

Para concluirmos, a lipoaspiração é hoje uma das mais seguras e realizadas cirurgias do mundo. Como toda cirurgia, o bom resultado está na indicação precisa, capacidade profissional do médico e da infra -estrutura do local a ser realizada.